Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

IZOTON - HUMOR

- Um blog de um brasileiro de Vila Velha-ES, elaborado em um Provedor português. Obrigado, Equipe SAPO! Este blog é feito com muito amor, e com muito humor. O meu lema: Viver a vida a sério, mas brincando. O meu objetivo: Fazer alguém sorrir.

IZOTON - HUMOR

- Um blog de um brasileiro de Vila Velha-ES, elaborado em um Provedor português. Obrigado, Equipe SAPO! Este blog é feito com muito amor, e com muito humor. O meu lema: Viver a vida a sério, mas brincando. O meu objetivo: Fazer alguém sorrir.

22.03.14

A CAMA DO


izoton

 

ACAMADO...

          Pedro foi ao consultório de um psicanalista, e lhe disse:

          — Doutor, todas as vezes que eu estou deitado na minha cama, eu tenho a sensação de que tem alguém debaixo da cama. Aí eu me levanto, olho debaixo da cama, mas não tem ninguém lá... Eu só consigo dormir de cansaço, de tanto me levantar, e olhar debaixo da cama... Será que estou ficando louco, doutor?

          — Calma, Pedro. Vamos começar o tratamento. Você vem aqui no meu consultório, três vezes por semana. Em poucos meses você estará curado desta tua psicose.

          — E quanto o senhor cobra, doutor?

          — Para o teu caso eu vou cobrar apenas R$ 300,00 por sessão.

          — Tudo bem, doutor, eu vou pensar sobre isso.

          Seis meses depois, o Psiquiatra ligou para Pedro:

          — Meu caro Pedro, eu estou preocupado contigo. Você não voltou mais aqui ao meu consultório. O que houve contigo? Por que você não me procurou mais, para continuar o tratamento?

          — É que eu achei o tratamento muito caro, doutor...

          — Mas é para o teu bem, e eu posso fazer um desconto...

          — Bem, doutor, mas aconteceu que eu chamei um marceneiro prá consertar o meu guarda roupa. Enquanto ele consertava o guarda roupa, eu lhe contei que quando eu deitava na minha cama, eu tinha a sensação de que alguém estava debaixo da cama. E eu lhe disse que fui ao psicanalista falar sobre isso que me atormentava.

          — E o que o marceneiro lhe disse?

          — Bem, doutor, ele me disse que me curava em apenas um dia, e por apenas R$ 100,00.

          — Que ridículo! E o que você fez?

          — Bem, doutor, eu aceitei o que o marceneiro me propôs, né...

          — Pedro, você não está bem, mesmo, heim...

          — Mas agora eu estou curado, doutor. Aquela sensação que eu tinha de que havia alguém debaixo da minha cama, acabou...

          — Ah, eu não acredito! E o que o marceneiro fez?

          — Ele cortou os pés da minha cama, doutor...