Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

IZOTON - HUMOR

- Um blog de um brasileiro de Vila Velha-ES, elaborado em um Provedor português. Obrigado, Equipe SAPO! Este blog é feito com muito amor, e com muito humor. O meu lema: Viver a vida a sério, mas brincando. O meu objetivo: Fazer alguém sorrir.

IZOTON - HUMOR

- Um blog de um brasileiro de Vila Velha-ES, elaborado em um Provedor português. Obrigado, Equipe SAPO! Este blog é feito com muito amor, e com muito humor. O meu lema: Viver a vida a sério, mas brincando. O meu objetivo: Fazer alguém sorrir.

31.05.14

SOGRA É SOGRA


izoton

SOGRO É SOGRO

          Certo dia uma senhora decidiu saber se os maridos de suas três filhas gostavam dela. Então ela foi dar uma volta com o genro Antônio, e quando passavam na beira de um lago, ela escorregou, caiu dentro d`água, e como não sabia nadar, começou a se afogar. Imediatamente o genro se atirou à água, e salvou a sogra. No dia seguinte, ele encontrou, na garagem da sua casa, um Peugeot 206, zero, com o seguinte recado:

          — Obrigado, Antônio. Da tua sogra, que te adora!

          No dia seguiinte ela foi dar uma volta com o genro Renato, e na beira do mesmo lago ela escorregou, caiu dentro d`água, e como não sabia nadar, começou a se afogar. Imediatamente o genro se atirou à água, e salvou a sogra. No dia seguinte, ele encontrou, na garagem da sua casa, um Peugeot 206, zero, com o seguinte recado:

          — Obrigado, Renato. Da tua sogra, que te adora!

          No dia seguiinte ela foi dar uma volta com o genro Carlos, e na beira do mesmo lago ela escorregou, caiu dentro d`água, e como não sabia nadar, começou a se afogar. O genro, em vez de acudí-la, ficou a olhar para a sogra, que estava se afogando, e lhe disse:

          — Velha miserável!... Há anos eu esperava que isso acontecesse...

          E Carlos foi embora. No dia seguinte, ele encontrou, na garagem da sua casa, um Mercedes Benz 500SL, zerinho, com o seguinte recado:

          — Obrigado, Carlos. Do teu sogro, que te adora! 

27.05.14

COM UM CARREGADOR DESSE


izoton

 

AÍ, EDIFICIO, NÉ

          Quatro homens estavam carregando um piano de calda, subindo as escadas de um prédio, pois o piano não coube dentro do elevador. Eles teriam que levar o piano até o décimo andar, e então pararam um pouco, para descansar. Enquanto descansavam, um dos carregadores resolveu sair, para ver quantos andares faltavam para eles chegarem ao apartamento de destino. Quando voltou, ele disse:

          — Eu tenho duas notícias para lhes dar. Uma delas é boa, e a outra é ruim...

          Um dos carregadores lhe disse:

          — Ai, já não basta esse piano não ter cabido dentro do elevador?! Chega de notícia ruim. Conta somente a boa. A ruim você só conta quando chegarmos ao décimo andar.

          — Tudo bem. A notícia boa é que faltam apenas quatro andares para a gente chegar.

          Eles subiram os quatro andares que restavam, carregando o piano, e ao chegarem no décimo andar, um deles disse:

          — Pronto, agora você pode contar a notícia ruim.

          — Bem, pessoal, é que o apartamento onde a gente tem que entregar esse piano, não é nesse prédio, não...

26.05.14

GERENCIANDO


izoton

 

APERTOS

          O Gerente do setor de marketing de uma empresa estava sendo velado, em uma Capela Mortuária. Ali presentes estavam vários Diretores da Empresa, além dos funcionários. De repente um dos funcionários se aproximou de um dos Diretores, e lhe disse:

          — Chefe, eu gostaria de ocupar o lugar dele...

         O Diretor olhou para o caixão, olhou para o funcionário, e lhe disse:

          — Por mim, tudo bem... Mas eu acho que você vai ficar um pouco apertado aí dentro...

========== ***** ==========

24.05.14

ME ENGANA


izoton

 

QUE EU GOSTO

          Roberto ligou de seu escritório para a sua casa, na sexta-feira, e disse à sua mulher:

          — Lúcia, o meu Chefe me convidou para eu ir a uma pescaria com ele, neste final de semana. Lembra-se daquela promoção que eu lhe falei? Pois é, essa é uma grande oportunidade para que eu consiga aquela promoção que nós tanto precisamos. Nós vamos à pescaria no iate dele, tem camarotes individuais, coisa de bacana.

          — E eu também vou?

          — Não, Lúcia. Somente o meu Chefe, eu, e mais uns três amigos dele. Então me faça uma coisa: prepare uma bolsa com umas duas bermudas, short, uma roupa para noite, e já separe a minha caixa de apetrechos de pesca. Eu só vou passar aí bem no final da tarde, só para apanhar essas coisas, pois nós vamos no carro dele, direto do escritório para o iate. Ah, Lúcia e não se esqueça de colocar aquele meu pijama novo, aquele de seda.

          Lúcia achou aquilo um pouco estranho, mas fez tudo o que o seu marido lhe pediu para fazer. Roberto passou em casa, e pegou as suas coisas. No domingo à tarde, Roberto regressou à sua casa, queimado de sol, e um pouco cansado, mas todo satisfeito. E Lúcia lhe perguntou:

          — E como foi a pescaria?

          — A pescaria foi ótima. E foi bom eu ter levado a minha caixa de apetrechos de pesca. Olhe, Lúcia, o meu chefe não entende nada de pescaria, e se eu não tivesse levado o meu material de pesca, não sei, não... Nós pescamos muitos peixes, mas eu não trouxe nenhum. Sabe como é que é, Lúcia, não ficava bem eu pedir algum peixe para trazer para casa, né...

          — Que bom, Roberto, se foi tudo bem...

          — Sim, foi ótimo. Ah, Lúcia, você só se esqueceu foi de colocar o meu pijama de seda, na minha bolsa de roupas...

          Lúcia olhou bem para Roberto, e lhe disse:

          — Eu coloquei, sim. Abre a tua caixa de apetrechos de pesca, que o teu pijama de seda está lá.

Pág. 1/4