Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

IZOTON - HUMOR

- Um blog de um brasileiro de Vila Velha-ES, elaborado em um Provedor português. Obrigado, Equipe SAPO! Este blog é feito com muito amor, e com muito humor. O meu lema: Viver a vida a sério, mas brincando. O meu objetivo: Fazer alguém sorrir.

IZOTON - HUMOR

- Um blog de um brasileiro de Vila Velha-ES, elaborado em um Provedor português. Obrigado, Equipe SAPO! Este blog é feito com muito amor, e com muito humor. O meu lema: Viver a vida a sério, mas brincando. O meu objetivo: Fazer alguém sorrir.

01.11.14

GANHANDO OS ELEITORES


izoton

INDECISOS

          Pedro estava desenganado pelos médicos, e por isso ele chamou a sua mulher para uma conversa de despedida. Ela sentou-se à beira da cama dele, e conversaram sobre os seus anos de casados. Em um determinado momento da conversa, Pedro disse:

          — Helena, eu gostaria de saber uma coisa, mas gostaria que você me respondesse sem medo. Eu gostaria de saber se nestes quarenta anos de casados, alguma vez você me traiu...

          Durante alguns segundos Helena ficou calada, olhando para o seu marido. E então ela disse:

          — Ah, Pedro, eu tenho vergonha de falar desse assunto...

          — Pode falar, mulher. Seja qual for a sua resposta, eu não vou brigar com você... Eu já estou morrendo, mesmo...

          — Pedro, é melhor deixar isso prá lá...

          — Vai, mulher, conta logo, ora!...

         — Está bem, Pedro, eu vou responder à tua pergunta. Mas não vem brigar comigo, heim!

          — Eu já te falei, Helena. Pode contar tudo.

          — Olha, Pedro, eu te traí, sim. Mas foram somente três vezes.

          — Bem, Helena, pensando bem, você me ter traído três vezes, em todo este tempo de casados, não foi tanto assim.

          — Pois é, Pedro. A primeira vez que eu te traí foi quando você foi demitido daquele emprego em que você brigou com o chefe.

          — Ora, mulher, eu briguei com o chefe, mas logo depois eu fui novamente admitido.

          — Pois é, Pedro, só que eu tive de ir até lá no teu emprego, para convencer o teu chefe a te empregar de novo, e aí…

          — Ah, Helena, você foi muito inteligente. Não dá nem para levar a mal esta traição. Afinal você fez isso pela necessidade do sustento de nossa família. Tudo bem, agora conta como foi a segunda vez.

          — Bem, você está lembrado daquela vez em que você foi preso por causa de uma confusão que você aprontou lá naquele bar, e aí você desacatou o Delegado? Você ia pegar três anos de cadeia...

          — Lógico que eu lembro disso, mas eu só fiquei um dia preso...

          — Sim Pedro, eu sei. Mas você ficou preso só um dia porque eu fui lá na delegacia conversar com o Delegado, para te soltar, e aí...

          — É mesmo mulher, mas foi por uma boa causa. Você me traiu pela minha liberdade, e pela segurança de nossa família. Não posso ficar aborrecido com você. Mas, e a terceira e última vez, como foi?

          — Você se lembra, Pedro, quando você se candidatou a vereador?

          — Lógico que eu me lembro, Helena. Quase me elegeram...

          — Pois é, fui eu que fiz a campanha eleitoral para você, e foi por isso que você conseguiu aqueles 2.857 votos. Bem, eu tive que fazer a campanha corpo a corpo, né, e aí...