Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

IZOTON - HUMOR

- Um blog de um brasileiro de Vila Velha-ES, elaborado em um Provedor português. Obrigado, Equipe SAPO! Este blog é feito com muito amor, e com muito humor. O meu lema: Viver a vida a sério, mas brincando. O meu objetivo: Fazer alguém sorrir.

IZOTON - HUMOR

- Um blog de um brasileiro de Vila Velha-ES, elaborado em um Provedor português. Obrigado, Equipe SAPO! Este blog é feito com muito amor, e com muito humor. O meu lema: Viver a vida a sério, mas brincando. O meu objetivo: Fazer alguém sorrir.

06.02.16

UMA EXPLICAÇÃO


izoton

BOMBÁSTICA

          Há alguns anos, uma Jornalista americana esteve no Afeganistão, fazendo uma reportagem sobre costumes e tradições, focalizando o comportamento feminino, diante de uma sociedade tão machista.

          Retornando ao Afeganistão, percebeu uma mudança no comportamento social das mulheres. Ela constatou que as afegãs, que antigamente caminhavam um metro atrás de seus maridos, passaram a caminhar dez metros à frente deles. Ela achou aquilo muito interessante, e começou a fazer uma reportagem sobre aquela mudança tão significativa, de costumes. E ela disse para si mesma:

          — Provavelmente esta mudança se deve ao sucesso da invasão militar americana no Afeganistão, que teria contribuído para uma reivindicação feminina, e para uma consequente vitória dos Direitos da Mulher.

          Então ela se aproximou de uma das afegãs, que estava andando uns dez metros à frente do seu marido afegão, e lhe disse:

          — Estou observando que vocês passaram a caminhar à frente de seus maridos. Isso é fantástico, em uma sociedade tão reprimida como esta onde vocês vivem! Por isso estou fazendo uma reportagem sobre esta vitória de vocês. O que aconteceu, para que mudasse tão radicalmente aquele costume ridículo de vocês serem obrigadas a caminhar atrás de seus maridos? Qual foi o motivo de agora vocês estarem andando à frente deles?

          A mulher afegã olhou meio de lado para a repórter, continuou andando, e respondeu:

          — O motivo? Minas terrestres, minha senhora, muitas minas terrestres!...