Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

IZOTON - HUMOR

- Um blog de um brasileiro de Vila Velha-ES, elaborado em um Provedor português. Obrigado, Equipe SAPO! Este blog é feito com muito amor, e com muito humor. O meu lema: Viver a vida a sério, mas brincando. O meu objetivo: Fazer alguém sorrir.

IZOTON - HUMOR

- Um blog de um brasileiro de Vila Velha-ES, elaborado em um Provedor português. Obrigado, Equipe SAPO! Este blog é feito com muito amor, e com muito humor. O meu lema: Viver a vida a sério, mas brincando. O meu objetivo: Fazer alguém sorrir.

19.02.11

QUE PIADA CRUEL


izoton

 

ESPELHO MEU, ESPELHO MEU!

          Sônia estava na sala de espera de um consultório dentário, aguardando a sua primeira consulta. De repente ela observou, no diploma pendurado na parede, que o nome do dentista era o mesmo nome de um seu colega do antigo curso ginasial, há uns quarenta anos atrás. E ela ficou ali, em suas recordações, lembrando daquele Fernando por quem ela era apaixonada, naqueles bons tempos de estudante. Seria este Fernando dentista o mesmo Fernando estudante?

          Quando chegou a sua vez, a atendente a levou até o gabinete dentário. Quando ela viu o dr. Fernando, imediatamente ela afastou de seu pensamento que este dentista pudesse ser aquele seu antigo príncipe encantado. Afinal este Fernando dentista era barrigudo, tinha rosto enrugado, e tinha poucos cabelos, além de grisalhos. Ele era bem diferente daquele seu amor secreto lá do curso ginasial. E ela pensou: Meu Deus, mas se ele é o mesmo Fernando estudante, como ele envelheceu!

          Depois que o dr. Fernando examinou a boca da Sônia, ela tomou coragem e lhe perguntou se ele tinha estudado no Colégio Estadual Santa Clara. E ele lhe respondeu:

          — Sim, eu estudei neste colégio.

          E Sônia lhe fez outra pergunta:

          — E em que ano você se formou?

          E ele lhe respondeu:

          — Foi em 1970. Mas por que estas perguntas?

          E Sônia lhe disse, meio sem jeito:

          — Bom, é que… Você era da minha classe…

          Foi então que o dr. Fernando (aquele velho safado, cretino, anormal, imbecil, babaca, cafajeste, tremendo FdaP) lhe disse:

          — Bom, eu não me lembro da senhora. A senhora era professora de quê?

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.