Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

IZOTON - HUMOR

- Um blog de um brasileiro de Vila Velha-ES, elaborado em um Provedor português. Obrigado, Equipe SAPO! Este blog é feito com muito amor, e com muito humor. O meu lema: Viver a vida a sério, mas brincando. O meu objetivo: Fazer alguém sorrir.

IZOTON - HUMOR

- Um blog de um brasileiro de Vila Velha-ES, elaborado em um Provedor português. Obrigado, Equipe SAPO! Este blog é feito com muito amor, e com muito humor. O meu lema: Viver a vida a sério, mas brincando. O meu objetivo: Fazer alguém sorrir.

30.04.11

UMA PIADA ESPANHOLA


izoton

 

COISAS QUE SÓ ACONTECEM COM TOUREIROS

          Quando Paulo estava passeando pela Espanha, ele entrou em um restaurante e pediu um prato típico do lugar. O garçom lhe trouxe um prato com arroz, acompanhado de duas bolas grandes, que lhe pareciam ser de carne. Como Paulo não sabia o que era aquilo, ele apontou para as duas bolas grandes no seu prato, e perguntou ao garçom:

          — Por favor, o que é isto?

           O garçom lhe respondeu, com uma pergunta:

          — Você conhece alguma coisa de tourada?

          E Paulo lhe respondeu:

          — Bem, conheço, mais ou menos...

          E o garçom continuou, explicando:

          — Pois é. No final da tourada o toureiro mata o touro, e as bolas do touro lhe são tiradas. O nome deste prato é “Arroz com bolas de tourada”.

          Paulo entendeu, e lhe disse:

          — Ah, tá!...

          Paulo comeu aquele prato típico espanhol, e gostou muito. No outro dia Paulo retornou ao mesmo restaurante, e pediu o mesmo prato, ao mesmo garçom. E o garçom lhe trouxe o típico prato “Arroz com bolas de tourada”. Porém, desta vez, as bolas eram pequenas. Paulo achou aquilo estranho, e perguntou ao garçom:

          — Ontem eu pedi o mesmo prato, e você me trouxe duas bolas grandes. Por que razão hoje as bolas são pequenas?

          E o garçom lhe respondeu:

          — Ora, meu amigo, quando o toureiro mata o touro, as bolas do touro lhe são tiradas. Mas, às vezes, é o touro que mata o toureiro. E aí, então…