Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

IZOTON - HUMOR

- Um blog de um brasileiro de Vila Velha-ES, elaborado em um Provedor português. Obrigado, Equipe SAPO! Este blog é feito com muito amor, e com muito humor. O meu lema: Viver a vida a sério, mas brincando. O meu objetivo: Fazer alguém sorrir.

IZOTON - HUMOR

- Um blog de um brasileiro de Vila Velha-ES, elaborado em um Provedor português. Obrigado, Equipe SAPO! Este blog é feito com muito amor, e com muito humor. O meu lema: Viver a vida a sério, mas brincando. O meu objetivo: Fazer alguém sorrir.

17.08.19

UM LEXICÓGRAFO


izoton

BEM ATUALIZADO

          Convém que estejamos sempre lendo o Pequeno Dicionário da Língua Portuguesa, uma leitura agradável, que nos proporciona momentos de grande satisfação pessoal. Com perseverança nós podemos lê-lo, todo, em apenas quatro anos e setenta e cinco dias. É importante que nos atualizemos, se possível decorando todas as palavras, e os seus respectivos significados.

          Abaixo, eu destaquei alguns novos significados de velhas palavras, que nos mostram a importância de estarmos sempre consultando o Dicionário.

Açucareiro: vendedor de açúcar muito caro.

Alopatia: dar um telefonema para a tia.

Ascendentes: mulheres desdentadas.

Atestada: batendo com a testa.

Barracão: proíbe a entrada de caninos.

Cálice: ordem dada a alguém para ficar calado.

Caminhão: um caminho muito longo.

Caridoso: um cara de idade muito avançada.

Combustão: mulher com peito muito grande.

Comichão: pessoa que come terra.

Corrediço: o mesmo que “sai fora disso”.

Dalila: medida de comprimento: dali (até) lá.

Dedução: dedo que não está doente.

Destilado: que está do lado de cá.

Diamante: que não é do marido, ou da esposa.

Edifício: o antônimo de “é fácil”.

Expedidor: pessoa que não pede mais.

Faladeira: mexeriqueira que mora em uma rua inclinada.

Imperador: rei que determina surras para o povo.

Locadora: mulher maluca chamada Dora.

Leilão: uma mulher bem alta, chamada Leila.

Missão: missa muito longa.

Novamente: nova maneira de pensar!

Orifício: profissão de quem trabalha com ouro.

Padecimento: medida de cimento colocada na massa.

Pandemônio: o pão que o diabo amassou.

Patrocínio: assassinato do patrão.

Psicopata: especialista em doença mental de pata.

Putativa: prostituta que está em atividade.

Qualidade: pergunta que jamais se faz à mulher.

Quebrado: um grito muito forte.

Razão: lugar bem raso da praia.

Regime Militar: dieta feita nas Forças Armadas.

Serviçal: copeira que salga os alimentos.

Simpatia: concordando com a irmã da sua mãe.

Sossega: mulher sem nenhuma visão.

Tabela: o mesmo que “tá bonita”.

Talento: alguma coisa vagarosa.

Tripulante: especialista em salto triplo.

Unção: palavra errada. O certo é: “Um é”.

Violentamente: viu com muita lentidão.

Vocação: cação que já é avô.

Volátil: avisou ao tio que vai lá.

14.08.19

ALUNAS E ALUNOS


izoton

SOFREM...

          No tempo em que eu estava na Escola, tinha um ditado que dizia:

          — Quem não cola, não sai da Escola!

          Naquela época, nós alunos acreditávamos que esse ditado era sábio, verdadeiro, irresistível, e tentadoramente praticável.

          Esse ditado continua em vigor?

          Esse vídeo, de apenas 1,30 minuto, é muito gostoso. É de a gente chorar de rir. Eu ri tanto, que acho que todos vão rir.

          Aliás, todos, não.

          Eu acho que os professores irlandeses, de Dublin, não vão rir, não...

10.08.19

RECÉM CASADO


izoton

MAS RECÉM SEPARADO

          Dois amigos conversavam:

          — É verdade que você se separou da tua mulher?

          — Sim, é verdade, eu me separei dela...

          — Mas ela é tão bonita, culta, inteligente...

          — Sim, você tem razão...

          — Nossa, cara, todo mundo elogia ela...

          — Eu sei. Realmente, ela é tudo isso...

          — Mas então, o que houve com vocês? Se é que você quer desabafar comigo, né...

          — Bem... o que houve, é que... Você aguentaria uma pessoa sempre fedendo, sempre mal humorada, e que ronca?

          — Eu, não, cara. Eu não aguentaria, não!...

          — Então... E ela também não aguentou, né...